H. G. Oesterheld em dose tripla


 

Minha irmã mora na Argentina e, embora eu ainda não tenha tido a oportunidade de visitá-la, toda vez que ele vem para o Brasil ou que meus pais voltam da terra de nossos hermanos, eu sou agraciado com um exemplar de alguma obra em quadrinhos.

Ha cerca de 2 ou 3 anos atrás eu recebi uma edição do Eternauta de Oesterheld e Solano Lopez. Hoje recebi mais duas obras de Oesterheld: Sherlock Time e Ticonderoga.

Esses dois títulos fazem parte de uma coleção chamada Biblioteca Clarín de La Historieta.

Fosse só pelas histórias de Oesterheld, já seriam dois tesouros. Mas o que me chamou atenção foram os desenhistas das duas obras: Alberto Breccia e Hugo Pratt.

São duas massarocas com em torno de 300 páginas com desenhos magníficos (E tenho certeza de que a história também é ótima pois Oesterheld era um grande roteirista).

Para quem não sabe, o escritor argentino H. G. Oesterheld foi sequestrado e desapareceu (Leia-se foi assassinado) durante a ditatura militar argentina em meados dos anos 70.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s