FAUSTO, DE GOETHE, EM QUADRINHOS POR LEONARDO SANTANA

Cinco meses de trabalho. 85 páginas de quadrinhos roteirizadas. A sensação da realização de um trabalho bem-feito.

Este foi o saldo, até o momento da adapatação para os quadrinhos que fiz da obra FAUSTO, de Goethe, que conta a história de um homem que vende a alma ao diabo em troca da possibilidade de fugir das limitações humanas para o saber e o sentir mas que acaba preso ao amor de Margarida, a mais pura de todas as almas.

Fausto é uma obra de grande valor literário e, até onde sei, não havia sido adaptado ainda para os quadrinhos. Ou apenas tenha sido adaptado e eu simplesmente desconhecia essa informação. Independente de qualquer coisa, criei um isolamento por todos estes meses e evitei ver qualquer outra adaptação que tenha sido feita para poder criar a minha própria livre de vícios ou soluções utilizadas por terceiros. Baseei-me apenas no livro traduzido quase que totalmente em versos por Silvio Meira para criar a minha versão da obra.

Após concluído o trabalho, iniciei a produção de 8 páginas para poder apresentar o trabalho a editoras que possam se interessar pela minha versão. Para tanto, chamei o talentosíssimo desenhista Rom Freire para dar vida a esse projeto. As cores ficaram pelo igualmente talentoso Claudinei Ribeiro. Um cara que, além de talentoso, considero um parceiro a quem eu posso confiar a qualquer momento.

Abaixo, uma das páginas desse trabalho que me consumiu por alguns meses mas que me deixou imensamente satisfeito. Ah, gostei tanto de fazer essa adaptação que já comecei a fazer outra. Mas esta eu considero ainda mais ousada do que a adaptação de Fausto. Quando eu concluí-la, venho aqui com mais informações.

Adaptação da obra Fausto, de Goethe. Roteiro de Leonardo Santana, Arte de Rom Freire e cores de Claudinei Ribeiro. Legendas temporárias por Leonardo Santana

Adaptação da obra Fausto, de Goethe. Roteiro de Leonardo Santana, Arte de Rom Freire e cores de Claudinei Ribeiro. Legendas temporárias por Leonardo Santana

Uma prévia da hq sobre HIEP KHI DAO que escrevi e está sendo desenhada por Luciano Félix

image001

HIEP KHI DAO é uma luta marcial vietnamita que, por incrível que pareça, é ensinada no Alagoas. Descobri tudo isso quando fui convidado pelo amigo TÉO PINHEIRO para escrever um roteiro sobre o assunto. No roteiro que escrevi, o Mestre Garça, fundador do Hiep Khi Dao Alagoas, juntamente com o Mestre Josias vão até a casa de um garoto que estava tendo problemas por não querer ajudar seus pais, de origem muito humilde, com as tarefas da casa. Mestre Garça dá uma lição de humildade ao jovem e mestre Josias aproveita a oportunidade para praticar com ele a arte do Hiep Khi Dao.

O roteiro, em si, é bastante simples, sem reviravoltas ou grandes surpresas. Mas acredito que ele cunpriu sua função e também fiquei muito feliz que, apesar da sua simplicidade, consegui imprimir minha marca pessoal quando o jovem consegue compreender as palavras do mestre Garça e transformar isso em vantagem durante a luta com mestre Josias.

Porém, o que mais me deixou satisfeito com esse roteiro foi o tratamento especial que ele está recebendo por parte de Luciano Félix. Já fazem alguns anos que Luciano Félix é uma unanimidade quando se fala em ilustração e cartuns aqui em Pernambuco. Ele é um desenhista completo, versátil e possui um traço simplesmente genial como vocês podem comprovar na página acima.

Já tive a oportunidade de trabalhar com o Luciano Félix em outra hq que me orgulho muito: Além da palavras, com o personagem CRÂNIO, criado por Francinildo Sena. Chegamos a iniciar outro trabalho junto sobre o Rei Arthur mas por problemas alheios a nossa vontade, o projeto foi arquivado. Essa hq ainda nem acabou de ser produzida mas eu já espero poder ter o privilégio de trabalhar com o Luciano novamente no futuro. É simplesmente fantástico ver como ele consegue traduzir além da perfeição o que colocamos num roteiro.

Essa hq deve sair numa revista independente no próximo ano voltada para o tema.

Quem quiser saber mais sobre a revista ou sobre o Hiep Khi Dao pode acessar a sua página oficial ou acessar o blog do Téo Pinheiro.

 

 

Entrevista comigo para o documentário TRAÇOS PERNAMBUCANOS

Nesta quarta-feira, dia 05 de dezembro, aconteceu na minha casa a gravação de uma entrevista (mais um bate-papo) para um documentário chamado TRAÇOS PERNAMBUCANOS que visa mostrar um pouco mais da cena pernambucana de quadrinhos. Além da equipe técnica e entrevistadora, também participou Milson Marins, meu amigo da PADA (Produtora Artística de Desenhistas Associados),  como outro entrevistado.

O documentário deve estrear em março de 2013 dividido em 3 partes. O local onde irá passar ainda está para ser definido. Quando souber de mais notícias, eu posto por aqui.

Abaixo, algumas fotos do making off tiradas por Cláudia Santana.

DSC02637DSC02618 DSC02619 DSC02621 DSC02622 DSC02623 DSC02624 DSC02626 DSC02628 DSC02629 DSC02635