Mais dúvidas do que certezas


Como diria Raul Seixas: “eu também resolvi dar uma queixadinha por que sou um rapaz latino-americano que também sabe se lamentar”.

Não sei muito bem o que está acontecendo. Talvez seja a idade. Talvez seja cansaço. Talvez seja, simplesmente, desmotivação. Ou quem sabe tudo isso junto. o fato é que não sei dizer muito bem quem eu sou e nem para onde eu vou como artista. Eu escrevo boas histórias? Algumas pessoas dizem que sim. Mas será que isto é verdade? Será que não tenho me cercado de amigos queridos por tempo demais? Será que meu trabalho realmente tem o seu valor? Se eu parasse de escrever amanhã, alguém sentiria falta do meu trabalho? A resposta é não. Eu parei por quase um ano e ninguém deu a menor falta. Num mercado incipiente como o nosso, isto talvez não seja nenhuma surpresa.

De qualquer forma, venho publicando semanalmente minha serie As Novas Amazonas. Mesmo assim, quase não tenho nenhum feedback a respeito. Não sei se a serie está agradando ou não. De repente, os leitores estão gostando apenas dos desenhos e não estão nem aí para a história. Talvez nem isto. Coloquei uma enquete no meu blog e divulguei em diversos grupos no facebook e, até agora, ninguém respondeu absolutamente nada. O único voto que tem é o meu próprio, para ter certeza de que a enquete estava funcionando. O fato é que é difícil para mim fazer algo apenas para agradar a mim mesmo. Não escrevo para mim. Escrevo por que gosto. Mas quero atingir as pessoas com minhas histórias. Quero que elas gostem dos personagens, das situações nas quais eles se envolvem, das tramas nas quais estão inseridos. Se não for assim, qual o sentido? Seria o que alguns amigos chamam de “masturbação artística”, quando você diz que produz algum tipo de arte mas na verdade, você está apenas alimentando seu espírito narcisista.

Sinto que ando meio isolado de tudo e de todos. Sim, eu tenho amigos mas sinto que me falta um objetivo. Tenho várias possibilidades mas não consigo me animar por nenhuma delas. Enquanto não descubro para onde vou, sigo publicando o que vou produzindo da forma que posso. Algumas pessoas já me disseram que seria legal voltar a publicar impresso mas ao ver os números de meu site desanimo: Estou publicando hqs de graça e, mesmo assim, os números são ridículos.

Eu poderia estar escrevendo livros, produzindo hqs, publicando revistas. Mas me sinto cansado de tudo. Só espero que isto tudo passe e eu consiga reencontrar a energia que me fazia desafiar qualquer obstáculo e escalar qualquer montanha.

Anúncios

Um comentário sobre “Mais dúvidas do que certezas

  1. Leo, tudo bem?
    Sei o que está se passando para você – fiz a mesma coisa há 2 anos.

    Mas o que posso fazer é lhe passar a percepção que também tive: uma andorinha só não faz verão. Se tivéssemos algo articulado, um movimento, que estivesse na ativa poderia trazer algo de novo. Mas estamos assim, separados geograficamente e no campo das ideias também.

    O que nos resta é continuar com o que nos faz vibrar, eu fiz uma experiência no último ano de publicar uma página por semana. Foi uma experiência muito rica, descobri muitas falhas em mim e dificuldades de levar essas coisas a sério.
    Mas meu emprego garante que eu possa morar bem e ter comida na mesa. Então não vou me “profissionalizar”, mas vou continuar me aperfeiçoando, observando, mas com calma, agora.

    Voltar-se para apenas o que gostamos pode nos agradar por um tempo, mas nos auto-exilar da realidade pode nos matar por dentro. Faço votos para que volte a brilhar. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s