Novo conto inédito das Novas Amazonas com ilustração exclusiva de Carlos Eduardo

Chamada Conto Lolita

“Para Lolita, escapar da morte não era questão de sobrevivência: era o que tornava divertido e menos tediosos os seus dias. “

E assim começa mais um conto das Novas Amazonas – desta vez focado em Lolita, a mais jovem e inquieta das guerreiras.

E, para ilustrar essa história, contamos com uma belíssima ilustração feita pelo Pernambucano (praticamente meu vizinho) Carlos Eduardo Cunha. Recentemente o Carlos ganhou um concurso feito pelo Felipe Cagno e publicou uma hq na revista 321 Fast Comics. Acredito que, em breve, vamos ainda ouvir muito sobre o Carlos Eduardo.

Para ler o conto e ver a arte completa, clique aqui.

Cabala em “Dormir, talvez sonhar”, Página 8 (Conclusão)

mini-cabaladormir038

Detalhe – Dormir, talvez sonhar (Por Leo Santana e Wendell Cavalcanti) Pag 08

E chegamos ao fim de mais uma hq online. Apesar de tudo, Cabala consegue restabelecer a ordem no seu universo.

Com roteiro meu e arte de Wendell Cavalcanti. Esta hq é atualizada semanalmente e para lê-la, clique aqui.

Por favor deixem seus comentários. Eles são muito importantes para mim.

Se gostou e quer ajudar, compre minhas revistas na seção Revistas à Venda.

E, na próxima semana, se tudo der certo, começaremos a publicação de mais uma aventura inédita das Novas Amazonas intitulada Cães Selvagens com roteiro meu e arte de Mauro Barbieri. Por enquanto, fiquem com uma prévia.

Cães Selvagens(Por Leo S e Mauro Barbieri) Pag 08-800x1131

As Novas Amazonas em Cães Selvagens (Por Leo Santana e Mauro Barbieri) Página 08

Clássicos Revisitados – Vol. 3: Romance & Terror

capa_classicos3-600x600

Capa Clássicos Revisitados- Volume 3: Romance & Terror

Recebi esta semana a edição de Clássicos Revisitados – Vol. 3: Romance & Terror, revista editada pelo xará Leo Melo (Criador do Undeadman e do selo Quadrinhópole). A revista está belíssima e merece todos os parabéns. A cada edição, Leo Melo consegue trazer um projeto cada vez mais profissional e maduro.

Neste volume, lendas e fábulas foram mescladas com terror e suspense por vários autores trazendo as histórias da Bela Adormecida, Sansão e Dalila, a Pequena Sereia e muitas outras como você jamais imaginou.

Tive a honra de participar desta edição com a reinterpretação da única lenda brasileira que entrou na edição: A Lenda da Vitória-Régia. Na história original, uma índia se suicida para poder ficar perto da lua, a deusa Jaci. Na minha releitura, intitulada O Assassino da Vitória-Régia, ilustrada pelo E. Thomaz, a história, que se passa em Belém do Pará, traz uma policial descendente de índios que, durante uma caçada a um serial killer, descobre a verdade por trás da lenda e tem que provar seu valor para a deusa Jaci.

classicos8-600x600

O Assassino da Vitória Régia, por Leo Santana e E. Thomaz, Página 1

Participam da edição os seguintes autores: Leonardo Melo, Paco Steinberg, Carlos Machado, Carol Sakura, Matheus Moura, Leonardo Santana, Antonio Eder, Walkir Fernandes, Paulo Kielwagen, João Ferreira, Thyago Macson, Joniel Santos, Emmanuel Thomaz e Laudo.

Clássicos Revisitados – Vol. 3: Romance & Terror é uma das melhores edições do ano e pode ser adquirida pelo preço de R$ 30,00 aqui: http://www.gibistore.com/loja/classicos-revisitados-volume3

Cabala em “Dormir, talvez sonhar”, Página 7

mini - cabaladormir029Algumas batalhas se vence usando da força, outras, usando as palavras. Cabala encontra o causador de todas as anomalias e descobre que, por trás de um grande poder, vem uma grande imaginação. Agora, ela precisa convencê-lo a abrir mão deste poder para não causar tanta destruição.

Com roteiro meu e arte de Wendell Cavalcanti. Esta hq é atualizada semanalmente e para lê-la, clique aqui.

Por favor deixem seus comentários. Eles são muito importantes para mim.

Se gostou e quer ajudar, compre minhas revistas na seção Revistas à Venda.

Cabala em “Dormir, talvez sonhar”, Página 6

Detalhe – Dormir, talvez sonhar (Por Leo Santana e Wendell Cavalcanti) Pag 06

Detalhe – Dormir, talvez sonhar (Por Leo Santana e Wendell Cavalcanti) Pag 06

Cabala está sendo massacrada pelas criaturas mágicas criadas para defender seu mestre. Por isto, ela utiliza de um subterfúgio para combater o inimigo em duas frentes. Será que ela irá conseguir?

Com roteiro meu e arte de Wendell Cavalcanti. Esta hq é atualizada semanalmente e para lê-la, clique aqui.

Por favor deixem seus comentários. Eles são muito importantes para mim.

Se gostou e quer ajudar, compre minhas revistas na seção Revistas à Venda.

Cabala em “Dormir, talvez sonhar”, Página 5

Detalhe – Dormir, talvez sonhar (Por Leo Santana e Wendell Cavalcanti) Pag 05

Detalhe – Dormir, talvez sonhar (Por Leo Santana e Wendell Cavalcanti) Pag 05

Cabala está tentando passar por seus oponentes mas está levando uma verdadeira surra. Será que ela conseguirá encontrar uma forma de deter esse exército de criaturas fantásticas que estão lhe atacando e causando um desequilíbrio em toda a terra?

Com roteiro meu e arte de Wendell Cavalcanti. Esta hq é atualizada semanalmente e para lê-la, clique aqui.

Por favor deixem seus comentários. Eles são muito importantes para mim.

Se gostou e quer ajudar, compre minhas revistas na seçãoRevistas à Venda.

F.D.P. e a Morte do Homem-Extraordinário

Em 23/09 eu anunciei aqui que havia começado a produção do F.D.P. 03 com as ilustrações de E. Thomaz. E, menos de 2 meses depois, recebo do E. Thomaz as 22 páginas (isso mesmo! 22 páginas) da mais nova história de Fernando Drummond Pessoa, o jornalista mais azarado do mundo que, desta vez, está as voltas com a morte de um super-herói.

Quando convidei o E. Thomaz para produzir a hq eu já sabia que ele ia dar um tom de ainda mis urbano e de brasileiridade à série, Mas, quando vi as páginas, fiquei super-feliz com o resultado alcançado. E. Thomaz consegue transformar os personagens em pessoas reais e as locações em lugares com vida, pulsação. O E. Thomaz, que tem um estilo próprio e marcante, é, com certeza, uma dos grandes ilustradores nacionais da atualidade.

Nesta edição do F.D.P., o Fernando está tentando fazer uma entrevista com o “grande vilão” que matou um dos heróis mais queridos da cidade. Fernando está companhado de Fabrício, fotografo freelance do jornal, e, durante o caminho, eles conversam sobre homens, heróis, filósofos e deuses.

Mal posso esperar para começar a publicar a hq.

Por enquanto, vou deixando vocês com uma prévia da mesma que faz uma pequena homenagem a alguns dos super-heróis nacionais. E aí? Consegue adivinhar todos?

FDP 03 (Por Leo Santana e E.Thomaz) Pag 08

FDP 03 (Por Leo Santana e E.Thomaz) Pag 08