Undeadman e os capacetes brancos


Ano passado recebi o convite do meu xará, LEO MELO, criador do personagem UNDEADMAN, para escrever um roteiro curto (de até 6 páginas) com seu personagem. O desafio veio e, junto com ele, veio o desejo de (como sempre) tentar fazer algo inesperado com o Undeadman.

Undeadman é o nome recebido pelo guerreiro Jason de Ely após ser amaldiçoado por um bruxo no início do século XI, tornando-o um imortal.

Depois de mergulhar no universo do Undeadman, percebi que, uma coisa pouco comum com os personagens imortais, era fazê-los deixar de lutar contra sua própria condição e se jogar em outra. E, na história que escrevi, vemos Jason chegando em Allepo, na Síria, em busca de uma vingança qualquer que acaba perdendo todo o seu sentido quando ele fica preso nos escombros de um prédio por causa de uma explosão e é salvo por Abu, um membro da organização conhecida como CAPACETES BRANCOS.

Para saber o resto da história e o que acontece com o Undeadman, você vai ter que esperar o Leo Melo lançar a edição de sua revista com esta e outras histórias do personagem.

Eu continuo agradecendo ao Leo Melo por me dar estas oportunidades de escrever meus roteiros e publicá-las através de seu selo de revistas em quadrinhos, o Quadrinhópole.

Para conhecer mais sobre o Undeadman e ler algumas de suas aventuras, clique aqui.

Abaixo, vocês podem conferir a primeira página da hq desenhada pelo ROM FREIRE.

undeadman - capacetes brancos (Por Leo Santana e Rom Freire) - Pag 01

undeadman – capacetes brancos (Por Leo Santana e Rom Freire) – Pag 01

Sobre os Capacetes Brancos: A guerra na síria já matou mais de 300 mil pessoas e provocou um êxodo de mais de 11 milhões de sírios. Os capacetes brancos são compostos de voluntários das mais diversas áreas: professores, construtores, pintores, padeiros, estudantes. Em comum, o objetivo de socorrer as vítimas da guerra na síria. O grupo é financiado por doações de particulares e também de países como Grã-Bretanha, Estados Unidos, Alemanha, Dinamarca, Holanda e Japão e não estão filiados a nenhum partido político ou facção armada. Mais de 140 socorristas dos capacetes brancos já morreram durante bombardeios. A organização concorreu ao prêmio nobel da paz em 2016, mas perdeu para o presidente colombiano Juan Manuel dos Santos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s