Roteirista Leonardo Santana conta o processo de criação de ‘Fausto’

Versão original em: https://ufmg.br/comunicacao/noticias/classico-de-goethe-e-adaptado-para-o-mundo-dos-quadrinhos

Publicado em: 10/10/2017

Autor: Não creditado

Clássico de Goethe é adaptado para o mundo dos quadrinhos
Roteirista Leonardo Santana conta o processo de criação de ‘Fausto’

Estamos no início do século 19. No céu, Mefistófeles e Deus fazem uma aposta pela alma de um sábio alemão de nome Henrique Fausto. Ele tem a ambição de obter conhecimento ilimitado e para isso estuda magia. Mefistófeles se aproxima de Fausto e oferece todos desejos que ele quiser em troca da servidão do jovem ao final da vida. Henrique então, deseja conquistar a bela Margarida, mas a santidade e bom coração da moça acabam sendo empecilho para a ação de Mefistófeles.

Este é o enredo de Fausto, livro clássico de 1829, de Johann Wolfgang von Goethe. A obra foi escrita durante quase toda a vida do autor, sendo feita e refeita diversas vezes. Hoje ela está em domínio público e conta com diversas adaptações. Uma delas é a adaptação para os quadrinhos feita pelo roteirista Leonardo Santana, com o ilustrador de Rom Freire e o colorista Dinei Ribeiro. Lançado pela Editora Peirópolis, Fausto em quadrinhos tem 96 páginas.

“Demorei seis meses só na parte de roteiro. Rabisquei várias versões até chegar a uma versão fiel”, conta o roteirista Leonardo Santana, que se queixava de não encontrar uma HQ da obra nas livrarias.

Sobre o fascínio pela obra, Santana explica em entrevista ao programa Universo Literário desta terça-feira, 10, que “Fausto sempre foi bastante questionador. Considero a obra como um grande questionamento de tudo. Mas é preciso ter cuidado para não questionar demais e se perder nas questões”.

 

Anúncios